Videos, livros e revistas

Regras, sugestões, críticas, pedidos de ajuda dos utilizadores e informação sobre o Portugal Ferroviário. Espaço para produções dos utilizadores do fórum, ligações, livros, etc.
Avatar do Utilizador
trainspotter
Participante
Mensagens: 10
Registado: 03 Mai 2009, 02:22

Bom, há títulos suficientes para me perder em indecisões. Só tenho o livro editado pelo Público (até porque não é caro). Mas gostava de ter um livro com texto.
Avatar do Utilizador
Nuno Morão
Participante
Mensagens: 2428
Registado: 31 Dez 2008, 13:37
Localização: Lisboa
Contacto:

Estás a falar do que foi editado a propósito dos 150 anos do CF em Portugal?
Imagem
Nuno MorãoRolaria, pasta e papel.
Avatar do Utilizador
trainspotter
Participante
Mensagens: 10
Registado: 03 Mai 2009, 02:22

Nuno Morão Escreveu:Estás a falar do que foi editado a propósito dos 150 anos do CF em Portugal?
Precisamente.
Avatar do Utilizador
Pedro André
Moderador Global
Mensagens: 16495
Registado: 31 Dez 2008, 15:00
Localização: São Brás de Alportel

Salvem a Linha do Tua
“Pare, Escute, Olhe”, de Jorge Pelicano, apresentado pela primeira vez aos seus protagonistas

Salvem a Linha do Tua

A apresentação do filme “Pare, Escute, Olhe” aos seus protagonistas, que viram, pela primeira vez, “as suas estórias reflectidas numa tela”, aconteceu no esgotado Centro Cultural de Mirandela, dia 14 de Novembro.

Realizada por Jorge Pelicano, esta longa-metragem com, sensivelmente, 90 minutos, destaca-se como sendo um documentário interventivo, “que assume o ângulo do povo para traçar um retrato profundo de Trás-os-Montes”.
Este segundo filme é a continuação de um trabalho iniciado com a sua primeira película “Ainda há pastores”, rodado na Serra da Estrela. Isto porque, o realizador queria manter o tema do despovoamento. “Falar no encerramento das linhas férreas nesta região significa falar do despovoamento. Quando o comboio desaparece é porque já não há pessoas. É uma espécie de metáfora para falar neste problema que afligem tanta gente”, garante Jorge Pelicano.

“Região esquecida e despovoada, vítima de promessas politicas incumpridas… A identidade do povo transmontano está em risco de submergir”

“O objectivo era dar o lado que não aparece nas televisões, a vida dos que vivem próximos da linha e perceber qual a utilidade deste comboio para as pessoas. Dar uma outra visão, não para criticar os outros mas, essencialmente, para que as pessoas reflictam. Para onde caminhamos? Que futuro?”, questiona o realizador.
Segundo o autor, “este é um património único e, por isso, pode e deve ser rentabilizado. Não há outro semelhante em Portugal. Acreditem! Isto pode ser estruturado para criar riqueza, de forma, a fixar pessoas em Trás-os-Montes. Sem opções de emprego, os jovens partem. Os idosos são votados à solidão e ao esquecimento. As famílias separam-se porque muitos vão para o estrangeiro.” Jorge Pelicano, que demorou dois anos e meio a produzir este documentário, aponta o despovoamento como um dos principais problemas da região transmontana.
“Temos de acreditar, estarmos unidos e estabelecermos políticas que fixem as pessoas na região. Criando, por exemplo, um turismo ferroviário, como se investiu no Douro através do turismo fluvial”, defendeu o realizador, no debate após a apresentação do filme.
“O filme faz com que as pessoas se mobilizem para esta causa. Temos é de lutar todos juntos! Não pode ser como a EDP e o Governo (CP) pretendem, que é por isto debaixo de água”, argumenta.
A Quercus afirma que “esta luta ainda não está perdida, pois ainda não saiu a guia definitiva. Uma comissão independente realizou um estudo para a Comissão Europeia, publicado há poucos dias, que arrasa o Plano Nacional de Barragens”, garantiu, em Mirandela, um representante da organização ambientalista.

http://www.jornalnordeste.com/noticia.a ... on=noticia
Imagem
Avatar do Utilizador
Pedro André
Moderador Global
Mensagens: 16495
Registado: 31 Dez 2008, 15:00
Localização: São Brás de Alportel

“Páre, Escute, Olhe” quer chamar a atenção para a Linha do Tua
Em Dezembro de 1991 uma decisão política decretou o encerramento de metade da centenária linha ferroviária do Tua, entre Bragança e Mirandela.
Para muitos essa sentença acabou com o rumo ao desenvolvimento e acentuou as assimetrias entre o litoral e o interior de Portugal. Agora, o que resta da linha é ameaçado pela construção de uma barragem que vai inundar aquela que é considerada uma das três mais bonitas linhas ferroviárias da Europa.
“Páre, Escute, Olhe”, de Jorge Pelicano, pretende ser uma viagem através de um Portugal esquecido, retratado pelos 133 quilómetros que separam a cidade de Bragança do Tua.
Tendo a linha do Tua como fio condutor, o documentário comporta duas realidades, o troço desactivado e o troço activo.
No primeiro, o comboio já não circula, os autocarros que vieram substituir os comboios desapareceram, e as aldeias surgem sem um único transporte público, isoladas.
No troço activo, destaca-se o anúncio da construção de uma barragem no Foz Tua, encaixada num património natural e ambiental único, que ameaça o que resta da linha centenária.
“É importante levantar a questão do Tua, o Tua precisa que falem dele e que lhe dêem a atenção que merece. Nós queríamos retratar o despovoamento e como tínhamos conhecimento que sucessivamente têm sido desactivadas imensas linhas de caminho de ferro quisemos pegar nisso. Investigámos e tivemos conhecimento que em 1992 pela noite foram retirar as automotoras de Bragança alegando que seria para manutenção e até hoje não foram repostas. E essa noite do roubo revoltou-nos e fez-nos ficar por aqui”, explicou Rosa Teixeira da Silva, que ajudou a realizar o documentário.
“Páre, Escute, Olhe” é um documentário interventivo, feito num registo diferente que já levantou vozes críticas, mas que ainda assim não deixou de vencer seis prémios em dois festivais portugueses este ano.
“Para se fazer um documentário cinematográfico não há uma fórmula certa, é preciso retratar a realidade e passá-la o mais eficazmente às pessoas. Não estávamos à espera de ter um reconhecimento tão grande no mesmo fim-de-semana em que estava em dois festivais a concurso. É um facto que nós trabalhámos tendo em conta todas as vertentes, a história, a imagem, a fotografia, o tratamento de som, portanto sabiamos que tínhamos hipóteses mas não estávamos à espera de ganhar seis prémios”, confessa Rosa Teixeira da Silva.
Depois de dois anos e meio de trabalho e de viagens entre Bragança e o Tua, o documentário estará em Janeiro pronto para entrar nas salas de cinema e levar a Linha do Tua a todo o país.
No mesmo dia em que foi apresentado em Mirandela, foi também lançado um Manifesto pela preservação do património do Vale do Tua, que incluiu não só as razões para dizer “não” à barragem do Foz Tua, como também propostas para um futuro sustentável do Vale e da Linha. O Manifesto seguirá para o Ministério do Ambiente, Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Ministério da Economia e ainda para o Primeiro-Ministro, José Sócrates.
Iniciou-se também um abaixo-assinado contra a construção da barragem que irá ser disponibilizado online.

http://www.imprensaregional.com.pt/jorn ... FvIjtOO30=
Imagem
pinhojunior
Deportado para as Desertas
Mensagens: 75
Registado: 05 Jan 2009, 00:26

Avatar do Utilizador
Ricardo M Ferreira
Administrador
Mensagens: 5243
Registado: 30 Dez 2008, 18:21
Localização: Aveiro - Barcelos

Ora parace que já por ai circula o V volume dos "Comboios em Portugal".
Esperemos que traga menos gralhas e menos erros gráficos. :crazy2:
Pelo menos pelo preço assim devia ser.

http://www.bertrand.pt/catalogo/detalhe ... ?id=255866
Cumprimentos,
Ricardo M Ferreira
Avatar do Utilizador
Joãozito
Participante
Mensagens: 5673
Registado: 31 Dez 2008, 10:49
Localização: Jardia city

Ricardo M Ferreira Escreveu:Ora parace que já por ai circula o V volume dos "Comboios em Portugal".
Esperemos que traga menos gralhas e menos erros gráficos. :crazy2:
Pelo menos pelo preço assim devia ser.

http://www.bertrand.pt/catalogo/detalhe ... ?id=255866
Já o tenho e achei piada às legendas das Nohab`s: "automotora Allan (...)" :uwi: :biggrin:
Avatar do Utilizador
Carlos Loução
Administrador
Mensagens: 9353
Registado: 30 Dez 2008, 18:48
Localização: PK 226.461 - Linha do Sul
Contacto:

Ainda mais caro que os outros, hein? Brilhante, sim senhora.
Avatar do Utilizador
Nuno Morão
Participante
Mensagens: 2428
Registado: 31 Dez 2008, 13:37
Localização: Lisboa
Contacto:

É esperar que a quadra natalícia passe, deve baixar um pouco.
Ainda se fosse uma edição irrepreensível... :swear:
Imagem
Nuno MorãoRolaria, pasta e papel.
Responder