Tutorial: Central Digital DDX

A electrónica digital para modelismo
Avatar do Utilizador
Luis Carlos
Participante
Mensagens: 43
Registado: 05 Fev 2010, 22:42
Contacto:

09 Fev 2010, 22:23

Olá pessoal, ainda não escrevi quase nada aqui no forum, mas é também porque não tenho uma grande máquina fotográfica, e uma foto minha ao lado das vossas ia ficar muito mal loool :cadeira: .
No fim deste semestre (à dois dias) resolvi pegar outra vez nos comboios analógicos do meu pai e começar a brincar outra vez. A área que escolhi no meu curso foi energia (e espero vir a trabalhar em qualquer coisa relacionada com comboios ), mas continuo a gostar muito de electrónica e de computadores até porque não é possível separá-los ... por isso continuo a brincar com uns circuitos.
Os comboios do meu pai são quase todos analógicos, e como já investiguei muito na net, agora o que "está na moda" é ter um layout digital com uma só central e ter cada comboio a circular para seu lado.
Por isso a minha primeira aquisição foi uma locomotiva já digitalizada .... A locomotiva que consegui tinha um decoder DCC da ROCO e usa norma NMRA, ou seja uma codificação por comprimento de pulso. Só adquiri a locomotiva com o decoder porque ainda não tenho meio de fazer uma placa de circuito impresso em smd de tão pequena escala e tambem não consigo comprar os microcontroladores com embalagem smd em Portugal. Mas pronto cerca de 20euros para digitalizar cada é um bocado puxado, mas aceita-se.

De seguida precisava de uma central para comandar esta locomotiva, ou mais. E comecei a pesquisar na net .... E comecei pela parte final e a parte que eu mais gosto o software ... e encontrei um fixe, e que é opensource, o RocRail ... e fui ver que centrais opensource é que podiam ser usadas: muitas ..... as que mais gostei foram a OpenDCC :venia: e a DDX :cool2: .

Fui pesquisar como é que construía uma DDX.... e é muito simples é o computador que gera os sinais todos para a linha através da porta série, como a porta série tem sinais de (-9, 9 [V]) usei um circuito integrado Max232, para converter esses sinais para sinais TTL (0,5[V]) .... e a seguir: muito simples o L6203 que é um circuito que dá até 4 Amperes (de 0 a 40 V dependendo da alimentação) à saída apenas com um sinal TLL de poucos miliamperes à entrada :clap2: , muito bom (e sem electrónica discreta para ninguém :shok: ). Isto por 8 euros.

O circuito está na figura em baixo.

Liguei-o a uma linha circular que tinha em casa e funcionou quase à primeira. Mas a locomotiva tinha pouca força e dav pouca luz :clap2: Depois meto aqui uma foto ou um video.
A alimentação do circuito foi feita com uma fonte de alimentação de computador (que tinha para aqui em casa), mas uma fonte de PC, apenas fornece 12V, 5V e 3.3V ..... e isso foi um problema, porque pelo que li na documentação da NMRA a amplitude da onda rectangular é de cerca de 19 V.
Alguém que tenha uma central digital DCC aí em casa, e um multímetro/voltímetro ou um osciloscópio me pode dizer qual a amplitude da onda quadrada nas linhas?
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Última edição por Luis Carlos em 06 Mai 2011, 02:10, editado 6 vezes no total.
Luís Carlos - Lisboa/Abrantes/Mouriscas

http://sites.google.com/site/rocclient2600/
Avatar do Utilizador
Sergio Santos
Moderador Global
Mensagens: 2596
Registado: 30 Dez 2008, 20:53
Localização: Barreiro

10 Fev 2010, 10:20

A ideia de uma Central "Open DCC" parece-me muito boa. Mas só dá para ligar a um PC? Não dá para ligar controladores externos (p.ex. "lokmouse")?
Luis Carlos Escreveu:Alguém que tenha uma central digital DCC aí em casa, e um multímetro/voltímetro me pode dizer qual a amplitude da onda quadrada nas linhas?
Bem, com um multímetro acho dificil medir com precisão uma onda quadrada, já que estes normalmente só medem a amplitude RMS de sinusóides (pelo menos o que eu tenho é assim). Com um osciloscópio já é outra conversa, mas isso infelismente não tenho... :pardon:
Cumprimentos,
Sérgio Santos


:slb:
Avatar do Utilizador
Luis Carlos
Participante
Mensagens: 43
Registado: 05 Fev 2010, 22:42
Contacto:

10 Fev 2010, 13:16

Sergio Santos Escreveu:A ideia de uma Central "Open DCC" parece-me muito boa. Mas só dá para ligar a um PC? Não dá para ligar controladores externos (p.ex. "lokmouse")?



Bem, com um multímetro acho dificil medir com precisão uma onda quadrada, já que estes normalmente só medem a amplitude RMS de sinusóides (pelo menos o que eu tenho é assim). Com um osciloscópio já é outra conversa, mas isso infelismente não tenho... :pardon:
Sim, tens razão ... eu ainda pensei que pudesse utilizar o factor de forma, o "beta", que se estuda na cadeira de "instrumentação e medidas" da onda quadrada, para tentar calcular esse valor, mas a onda a medir não é exactamente quadrada ... não faz mal eu já me desenrasquei. Pedi a um amigo meu a Central Roco dele, e fui à minha universidade onde pude medir a amplitude (Deu mais ou menos 18V, em vazio).Já está tudo resolvido :cheers: .

Quanto à tua pergunta sobre a Central OpenDCC, é sempre a mesma coisa .... pelo menos com os circuitos integrados disponíveis em Portugal, não é possível fazer uma central com Xpressnet(p/ o lokmaus) ....
Já montei aqui a Central OpenDCC toda numa breadboard e ainda estou em guerra com isto ... Epá, mas parece muito promissor, tem 2 ou 3 entradas para o barramento S88 que dá para dar entrada para o PC das posições nas linhas dos meus comboios e tem uma linha aparte para programar locomotivas e detecta os aknolege's dos decoder's quando estão a ser programados.
Mas também gostei muito da simplicidade da central DDX .... vou continuar a brincar e depois logo vejo com que é que fico ...
Luís Carlos - Lisboa/Abrantes/Mouriscas

http://sites.google.com/site/rocclient2600/
Avatar do Utilizador
Sergio Santos
Moderador Global
Mensagens: 2596
Registado: 30 Dez 2008, 20:53
Localização: Barreiro

23 Fev 2010, 16:56

E que tal comandar as locomotivas com o IPhone? :cool2:

Imagem

http://jmri.sourceforge.net/help/en/pac ... face.shtml
Cumprimentos,
Sérgio Santos


:slb:
Avatar do Utilizador
Nuno Morão
Participante
Mensagens: 2464
Registado: 31 Dez 2008, 13:37
Localização: Lisboa
Contacto:

23 Fev 2010, 21:05

Grande malha! :clap2:
Imagem
Nuno MorãoRolaria, pasta e papel.
Avatar do Utilizador
Pedro Silva
Participante
Mensagens: 641
Registado: 30 Dez 2008, 23:49

25 Fev 2010, 00:35

Estou há bastante tempo a pensar em digitalizar a minha maquete mas as centrais são caras e a minha prioridade tem sido apenas material circulante e via o resto e construção própria. Este tipo de central vem mesmo a calhar. Gostaria de saber onde posso obter mais informações sobre estas centrais e esquemas. Já agora o esquema que apresentou tem em falta o valor de algumas resistências e e condensadores. No I.C. 2 os terminais não utilizados tem de ser aterrados ou não é necessário?
Avatar do Utilizador
Luis Carlos
Participante
Mensagens: 43
Registado: 05 Fev 2010, 22:42
Contacto:

01 Mai 2011, 16:37

Pedro Silva Escreveu:Estou há bastante tempo a pensar em digitalizar a minha maquete mas as centrais são caras e a minha prioridade tem sido apenas material circulante e via o resto e construção própria. Este tipo de central vem mesmo a calhar. Gostaria de saber onde posso obter mais informações sobre estas centrais e esquemas. Já agora o esquema que apresentou tem em falta o valor de algumas resistências e e condensadores. No I.C. 2 os terminais não utilizados tem de ser aterrados ou não é necessário?

Ola Pedro,

Sim sim, tens razão, faltam os valores os valores das resistências. Nas imagens acima já meti os valores das resistências. Eu escolhi o ramo de energia no meu curso, por isso não ligo muito aos pormenores como ligar as entradas não utilizadas à massa, mas sim tens razão.

Ja tenho isto a funcionar há uns 2 anos, vou postar brevemente um tutorial a mostrar como configurar esta central no RocRail.



Tutorial para fazer uma Central DDX

Características:
Capacidade: 4 amperes ( Pode-se ampliar com boosters).
Funcionou com todos os decores DCC e Marklin que experimentei até agora.
Custo aproximado: 10 €

Aqui vai um tutorial mais detalhado de como montar esta Central:

1º Passo: Montar em BreadBoard ou mandar fazer a placa de circuito impresso e montá-la e soldá-la.
( Se for preciso eu forneço as imagens do cobre para a placa de circuito impresso)

2º Passo: Arranjar um PC qualquer com porta RS232 (porta série) de preferência com o e windows XP e instalar o driver givio.sys.
( Fazer o download do site http://dl.dropbox.com/u/14275696/giveio.zip, depois copiar para a pasta C:/WINDOWS/system32/dirvers os ficheiros giveio.SYS e o LOADDRV.exe, executar o LOADDRV.exe e carregar em "Install Driver" e "Start Driver")

3º Passo: Instalar o "RocRail Server" e o "RocView" que se pode fazer o download de uma só vez no link https://launchpad.net/rocrail/+download (escolher o rocrail-setup-2.0.0-rev2573-sunrise-unicode.exe no caso de ser windows por exemplo)

4º Passo: Arrancar o "RocRail Server" e o "RocView".

5º Passo: Ligar a central à porta série, e no "RocView" ir a "File"->"RocRail Properties"->"Controlers", aqui apagar a central virtual que lá existe e criar uma nova do tipo ddx. Ir às propriedades da nova central criada e definir "Interface ID" como Central DDX, a "Port" como Com1, e a "Base Port" como 0x3F8. No separador de "Details", meter um check em "activate" e "invert DSR" no "Shortcut detector", meter o "Delay" a 0.
Escolher os procolos das locomotivas do nosso layout ex DCC MM MA etc.

6º Passo: Ligar a entrada da Central a uma fonte de 15V contínuos (eu liguei a uma fonte de computador, que fornece 12V provisoriamente)

7º Passo: Carregar no botão "Power ON" e está pronto a funcionar
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Última edição por Luis Carlos em 06 Mai 2011, 02:10, editado 3 vezes no total.
Luís Carlos - Lisboa/Abrantes/Mouriscas

http://sites.google.com/site/rocclient2600/
Avatar do Utilizador
rui ferreira
Participante
Mensagens: 583
Registado: 11 Out 2010, 11:30
Localização: Caldas da Rainha

03 Mai 2011, 13:36

Saudações,

Tema bastante interessante.

No meu caso, iniciei-me no mundo do digital, construindo de raiz um sistema, EditsPro, com base no formato Motorola, que permite utilizar com sistema de dois ou três carris. As minhas locomotivas tem decoder multi protocolo o que permite utilizar no meu sistema e no DCC. Ainda utilizo, mas está na lista para ser substituído.

Vou dar uma vista de olhos neste projecto, pois de momento estou a receber formação em Linux, logo estou um pouco mais a vontade.
Rui Ferreira
Linha do Oeste
PK 105.014
Avatar do Utilizador
Jorge Seia
Participante
Mensagens: 563
Registado: 01 Set 2010, 15:41

03 Mai 2011, 18:42

Boa tarde Luis Carlos

Eu peço desculpa pela pergunta, mas só a faço porque sou um ignorante nestas matérias (cada vez me convenço mais que sou em quase tudo).
Será que o amigo não poderia fazer umas centrais DDX e vender aqui á malta?
De facto essa central é muito interessante para conseguir ligar a maquete ao computador.

Um abraço
Jorge Seia
Avatar do Utilizador
Luis Carlos
Participante
Mensagens: 43
Registado: 05 Fev 2010, 22:42
Contacto:

04 Mai 2011, 21:02

rui ferreira Escreveu:Saudações,

Tema bastante interessante.

No meu caso, iniciei-me no mundo do digital, construindo de raiz um sistema, EditsPro, com base no formato Motorola, que permite utilizar com sistema de dois ou três carris. As minhas locomotivas tem decoder multi protocolo o que permite utilizar no meu sistema e no DCC. Ainda utilizo, mas está na lista para ser substituído.

Vou dar uma vista de olhos neste projecto, pois de momento estou a receber formação em Linux, logo estou um pouco mais a vontade.

Olá Rui,
O seu sistema, o EdistPro, é da revista elektor? andei a ver a página web dele (http://www.xs4all.nl/~hendk/ep-hardware.html) e aprece que sim ... eu gosto da elektor mas recuso-me a pagar o que eles pedem pelos firmwares para meter nos microcontroladores. Qual é o problema da sua Central? Não há software actualizado para ligar ao computador? Quais são os periféricos que essa central tem e tipos de ligação?

A central DDX tem o cérebro no computador a que está ligada e onde está a correr o Servidor RocRail. E respondendo à pergunta do Sérgio, a central DDX não dá para ligar "lokomaus's" porque a ideia do Rail é ter um computador a fazer de servidor e toda a gente que quer comandar locomotivas tem ter um pc (ou iphone ou nokia ....) ligado ao servidor por rede ... e o servidor mantém tudo sincronizado e envia toda a informação para linha quer em protocolo MM MA DCC etc, através de uma central DDX ou da Roco, IntelBox etc. (Isto era giro num encontro "Maquetrem", eu voluntario-me para montar o sistema eléctrico :) ).

E por falar em Linux, e em programação, eu fiz um programa em C# para comandar a minha 2600 (é a imagem do meu perfil) que se liga ao servidor RocRail. Depois posso disponibilizar isso para quem quiser brincar :) .
Jorge Seia Escreveu: Boa tarde Luis Carlos

Eu peço desculpa pela pergunta, mas só a faço porque sou um ignorante nestas matérias (cada vez me convenço mais que sou em quase tudo).
Será que o amigo não poderia fazer umas centrais DDX e vender aqui á malta?
De facto essa central é muito interessante para conseguir ligar a maquete ao computador.

Um abraço
Jorge Seia
Olá Jorge,

Eu gosto de responder a perguntas e de explicar :). Eu posso fazer uma central DDX a quem quiser mas gostava primeiro de explicar o funcionamento placa. Isto porque eu já testei a placa em sobrecarga (I aprox 4 A ) e a placa desligou-se como protecção como era suposto, mas não tenho a certeza do que acontece em curto-circuito :hum2: , mas tenho quase a certeza que a placa desliga sem consequências.
E com esta esta incerteza não quero que alguém fique chateado. E por isto é complicado dar garantias.
Luís Carlos - Lisboa/Abrantes/Mouriscas

http://sites.google.com/site/rocclient2600/
Responder